Celulose tem queda de 10,5% na exportação nos meses de junho e julho

A produção de celulose no Brasil cresceu 0,09% no mês de julho ante o mesmo mês do ano passado para 1,6 milhões de toneladas, de acordo com dados da Indústria Brasileira de Árvores a Ibá. A produção acumula 4,7% no primeiro semestre do ano e no mesmo período de 2016 a produção foi de 11,2 milhões de toneladas. Só no mês de julho a produção teve queda de 10% na exportação sendo 991 mil toneladas, um volume de 7,8 milhões de toneladas de janeiro a julho de 2016, uma alta de 4,3%.

Em trajetória de queda, as importações permaneceram em 46,7 no mês de julho para 16 mil toneladas e de janeiro a julho deste ano para 130 mil toneladas.

A produção de papel teve avanço de 2,2% em julho deste ano comparado a 2016, sendo 890 mil toneladas. Nos primeiros sete meses esse total caiu 0,1% sendo 6 milhões de toneladas.

O mercado doméstico teve aumento de 1,6% nas vendas somente no mês de julho, para 457 mil toneladas, porém a queda de 1,0% no total de janeiro a julho, foi de 3 milhões de toneladas.

O aumento nas exportações cresceram em julho deste ano comparado ao ano passado para 1736 mil toneladas e teve alta de 1,1% no total dos meses de janeiro a julho para 1,2 milhão de toneladas.

O mercado doméstico de painéis de madeira teve uma expansão de 10% no mês de julho deste ano e no ano passado foi de 550 mil metros cúbicos, totalizando 0,1% nos primeiros sete meses do ano sendo 3,6 milhões de metros cúbicos.

A evolução nas exportações foram de 40,5% de julho desse ano para julho de 2016 com 118 mil metros cúbicos e no total essa alta foi de 61,4%, sendo 715 mil metros cúbicos.

O saldo na balança comercial do setor, de janeiro a julho chegou a 4,1 bilhões de dólares FOB, um crescimento de 9,5% comparado com o ano passado. O saldo de 3,4 bilhões de dólares FOB foram alcançados somente pela celulose, um avanço de 8,3% em comparação ao primeiro semestre de 2016 e 161 milhões de dólares FOB de painéis de madeira uma alta de 25%.

A celulose dentro das exportações tem 41% de venda para o exterior seu principal destino é a China que teve uma representação de receita de 1,4 bilhões de dólares, um aumento de 22,7% comparados ao mesmo período do ano passado. A Europa vem em seguida com 30% e uma receita de 1 bilhão de dólares FOB, uma diminuição de 2% em comparação ao mesmo período de 2016.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *