Preços diferentes para turistas são praticados em vários destinos muito visitados

Image result for turista

Foi divulgado há pouco tempo que na Bélgica, em cafés de Bruges, o turista acaba pagando 10% a mais pela batata frita, do que os moradores locais. Eles explicam que o valor mais baixo é dado, como um desconto aos compradores mais frequentes, fazendo com que os turistas paguem valores mais altos pelo que consomem.

O setor turístico não é de hoje, que é visto como um meio de crescimento econômico e uma fonte de maiores rendas, para os locais que estão recebendo esses turistas. O setor representa atualmente, uma das mais importantes indústrias do planeta, com uma contribuição mundial chegando a cerca de US$ 7,6 trilhões.

A OMT (Organização Mundial de Turismo) estima que o número de viagens internacionais de turistas, cheguem a 1,8 bilhão até 2030. A projeção é que em cada dez pessoas no mundo, uma irá trabalhar em algum setor ligado ao turismo, serão cerca de 292 milhões de pessoas, e que valor arrecadado alcance 10% do PIB mundial. Com todos esses números, não é nenhuma surpresa essa prática dos valores que estão sendo cobrados aos turistas.

Veneza é um dos locais mais conhecidos por essa distinção entre moradores e  turistas,  já que o seu sistema de duas faixas de preços praticados, geraram em 2015 um protesto junto a Comissão Europeia, argumentando as práticas discriminatórias em relação aos turistas, mas esse protesto acabou sendo recusado.

Em 2015, a Tailândia planejou adotar taxas mais caras em parques nacionais para turistas, e os valores passaram a ser mais altos para crianças e adultos estrangeiros, em fevereiro de 2015.

Essas cobranças diferentes em relação aos turistas podem parecer injustificáveis, mas se formos pensar que se os moradores fossem pagar os mesmos preços que os turistas, uma grande parte deles poderia ficar impossibilitada de usufruir de alguns patrimônios do local onde vivem. Os salários da maioria da população em muitos casos, estão longe daqueles que podem viajar.

As responsabilidades em relação à sustentabilidade do local visitado, também têm que ser analisados e combinados, principalmente quando essa região possui uma grande dependência do turismo, podendo ocorrer um esgotamento dos recursos naturais.

Acreditar que os visitantes paguem mais para que haja uma maior proteção em relação aos locais visitados, podem ser moralmente sustentáveis, não importa se o destino for Bruges, Veneza, Tailândia ou qualquer outro local do mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *