Felipe Montoro Jens noticia sobre o leilão das usinas hidrelétricas da Cemig

Image result for são Simão, Jaguará, Miranda e Volta Grande,
Usina de São Simão

No final de agosto, foram apresentadas algumas mudanças no leilão marcado para o final do mês de setembro para as 04 Usinas Hidrelétricas da Companhia Energética de Minas Gerais S.A. (Cemig), a saber: São Simão, Jaguará, Miranda e Volta Grande, informa o especialista Felipe Montoro Jens.

O Ministério de Minas e Energia publicou, através do Diário Oficial da União (DOU), uma nota indicando essas mudanças, na qual foi informado que tais Usinas Hidrelétricas deverão ser leiloadas de forma separada, em quatro lotes. Antes dessa alteração ser anunciada, estava estabelecido que o leilão seria feito em dois lotes, o primeiro com a usina de São Simão e o segundo com as outras 03 Usinas.

Segundo o texto do DOU, publicado em 24 de agosto, a eficiência do contrato de concessão acontecerá mediante o pagamento da bonificação através da outorga. Apesar disso, reporta, Felipe Montoro Jens, ficou mantida a data do leilão das quatro usinas para o dia 27 de setembro.

Até o momento, a Cemig, permanece irredutível em perder a concessão das usinas. Para isso, a companhia está tentando em âmbito político e judicial evitar que a licitação ocorra. Porém, o Governo Federal já afirmou oficialmente que tudo indica que o leilão cumprirá com o cronograma previsto. De acordo com as estimativas, a arrecadação com o leilão será de aproximadamente R$ 11 bilhões e a União já conta com esses recursos para conseguir fechar as contas orçamentárias de 2017.

Entre as quatro usinas, a principal delas é a Usina Hidrelétrica de São Simão, que está situada na divisa de Minas Gerais e Goiás, nos municípios de São Simão (GO) e Santa Vitória (MG). Construída em 1973, a usina iniciou suas operações em 1978, noticia Felipe Montoro Jens, tendo cerca de 3.440 metros de comprimento, 127 metros de altura máxima e uma potência que pode chegar a até 1.710MW.

A segunda maior Usina Hidrelétrica é a de Jaguará, que está localizada na cidade de Rifânia, na divisa de Minas Gerais e São Paulo. Construída entre os anos de 1966 e 1971, a usina tem um comprimento da barragem de 325 metros, altura máxima de 40 metros e uma potência que alcança até 424MW.

Em seguida, está a Usina Hidrelétrica de Miranda, situada em Indianópolis, nas margens do rio Araguari, localizado em Minas Gerais, informa o especialista em Projetos de Infraestrutura, Felipe Montoro Jens. O local foi construído no ano de 1990 e começou a operar em 1998, com 1.050 metros de comprimento, 79 metros de altura máxima e uma potência aproximada de até 408MW.

Por fim, está a Usina Hidrelétrica de Volta Grande, que fica em Miguelópolis, no estado de São Paulo. Construída em 1970, a usina teve suas operações iniciadas em 1974 e possui um comprimento de 2.329 metros, altura máxima de 56 metros e uma potência de aproximadamente 380MW, noticia o especialista em Projetos de Infraestrutura Felipe Montoro Jens.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *