Facebook testa nova ferramenta para que administradores cobrem mensalidades em grupos

O Facebook iniciou os testes de uma nova ferramenta em sua plataforma: agora, os administradores de grupos na rede social poderão cobrar mensalidades de seus membros. As informações são da seção de economia do portal “The Verge”

Atualmente, apenas administradores de três categorias de grupos podem contar com essa nova funcionalidade, sendo essas as comunidades sobre gastronomia, organização doméstica e paternidade.

Segundo o anúncio, as taxas de inscrição serão de US$ 4,99 a US$ 29,99, e serão cobradas mensalmente dos membros. A idéia é que parte dessa taxa seja mantida com os administradores dos grupos, enquanto uma parcela seria revertida ao próprio Facebook, embora, nessa fase de testes, todo o dinheiro esteja sendo transferido aos administradores. Esse movimento faz parte dos esforços do Facebook em ampliar sua capacidade de monetização da rede social, que hoje conta com mais de 2 milhões de membros.

Atualmente, a renda da companhia deriva-se principalmente da exibição de anúncios e publicações patrocinadas em sua página, utilizando as informações pessoais de cada usuário para personalizar a publicidade exibida a cada perfil. Essa aproximação não é bem vista por muitos usuários e governos, já que não há transparência a respeito de como essas informações são coletadas e utilizadas, assim como não é possível ter certeza sobre com quem e de que modo o Facebook compartilha essas informações com terceiros.

Além disso, os grupos são muito utilizados na rede social, mas ainda dão pouco retorno à empresa. Por isso, o Facebook busca uma forma eficaz de aumentar sua monetização desta área, seguindo o que ocorre atualmente com as páginas, que contam com diversas ferramentas pagas que auxiliam em seu crescimento, como a possibilidade de propulsionar publicações.

Para o sucesso da iniciativa de mensalidades, o Facebook acredita que a possibilidade de participar de grupos exclusivos, com menos membros e em contato mais direto com os administradores, irá despertar o interesse dos membros da plataforma por essas comunidades.

Ainda não há previsões para que o recurso esteja disponível no Brasil, e nem em outras categorias de grupos. Para isso, o Facebook aguarda o resultado dos testes em andamento, por enquanto realizados apenas na comunidade dos EUA.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *