Estudos apontam que mais da metade dos brasileiros não tem diploma do ensino médio

O Brasil está no clube dos países que tem um dos maiores números de adultos sem o ensino médio completo. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) ressalta que os países cuja educação é precária tende a ter uma população com renda mais desigual. São mais da metade das pessoas na faixa etária de 25 e 64 anos que não tem esse nível de formação.

A desigualdade de renda no Brasil é notória e o país está em segundo lugar no ranking dos 46 países envolvidos no estudo,perde apenas para a Costa Rica.

A Costa Rica e o México estão com o percentual de 60% e 62%, respectivamente, de pessoas que não cursaram o ensino médio, sendo estes um dos maiores percentuais na lista. No entanto, o Brasil também não fica muito atrás já que as pessoas que não cursaram o ensino médio aqui no país representam um número bem acima se comparado com outros países OCDE.

Alguns países latino-americanos tiveram resultados melhores que o Brasil, como a Argentina que têm 39% dos adultos na faixa de 25 a 64 anos que não terminaram o ensino médio, a Colômbia com 46% e o Chile com 35%.

O ensino médio na atualidade deixou de ser uma ascensão social para o indivíduo e passou a ser um requisito mínimo para conviver e se adaptar à sociedade moderna. Os países da OCDE, em suma maioria, têm seus jovens entre 25 e 34 anos com a qualificação do ensino médio.

Deixar a escola e não completar o ensino médio traz consequências para a vida, pois segundo a organização as pessoas que abandonam a escola e não terminam o ensino médio enfrentam várias dificuldades. Essa formação é importante para todos os adultos que queiram estar no mercado de trabalho, e negligenciando essa formação só os fazem ficarem a um passo atrás não só no mercado de trabalho, mas na sociedade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *