Ebit projeta aumento no faturamento da Black Friday

Boas notícias para lojistas e consumidores que pretendem economizar nesse fim de ano. Uma das datas mais importantes do e-commerce nacional, a Black Friday ocorrerá em 23 de novembro em 2018 e os descontos são expressivos.

O Ebit, principal entidade que realiza a medição do mercado virtual brasileira, prevê um crescimento de 19% em relação ao ano passado, chegando ao faturamento de R$ 2,5 bilhões.

Os varejistas brasileiros adotaram a data em 2010. A ideia é oferecer descontos surpreendentes na última sexta feira de novembro, assim renovar os estoques para o fim de ano. Também é uma boa oportunidade das lojas virtuais de serem conhecidas pelo público, realizar conversões, aumentar o faturamento médio e o engajamento com o público.

Pesquisa recente conduzida pelo site Reclame Aqui com 2,9 mil consumidores mostrou que:

o percentual de 72% dos entrevistados pretende aproveitar os descontos e comprar na Black Friday. Os demais 27,58% não pretendem comprar. Entre os motivos estão:

53,53% não acreditam nas ofertas;

20,45% tiveram problemas em outras edições da Black Friday;

16,73% não se interessam pela data de descontos.

Descontos chegam a 50%

Neste ano, 33% das lojas virtuais prometem descontos entre 31% e 50%, percentual considerado relevante, em especial pela maior atenção e descrédito que os consumidores dão a data. Eles estão pesquisando mais, identificando as ofertas que não tem desconto ou o desconto é baixo e fazendo queixas, tanto nos sites de reclamações, quanto nas redes sociais.

51% dos entrevistados acham os descontos concedidos são pouco ou nada confiáveis;

46,08% acham parcialmente confiáveis e é importante pesquisar bem para aproveitar as ofertas;

38,65% acham que os descontos são pouco confiáveis;

12% acham que são nada confiáveis “Black Friday no Brasil não dá certo”;

2,78% acreditam que os descontos são muito confiáveis e é possível aproveitar os descontos.

O presidente do Reclame Aqui, Mauricio Vargas, afirma que o público tem aceitado mais a black Friday, inclusive pesquisando antes de comprar. Além disso, as grandes empresas do setor estão consertando os erros das edições passadas. “Acredito que será uma Black Friday melhor em comparação a outros anos”, ressalta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *