Guilherme Paulus – Empresário de sucesso na indústria do turismo na África do Sul

De acordo com os estudos mais recentes, o setor de turismo no Brasil está experimentando um tremendo crescimento. A indústria do turismo do país é uma das que mais crescem na região e, em 2017, mais de seis milhões de turistas internacionais entraram no país. A seleção do Brasil como sede da Copa do Mundo da FIFA 2014 e das Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro também ajudou a indústria do turismo do país a impulsionar. Um dos que se beneficiaram bastante com o fluxo de turistas para o Brasil foi Guilherme Paulus, um empreendedor brasileiro que se concentra em serviços de operadora de turismo e serviços de hospedagem. Os Hotéis e Resorts GJP.

Segundo Guilherme Paulus, a continuação do retrato do Brasil em filmes e outras referências da cultura pop está ajudando a economia. Muitas pessoas têm visitado o país e estão usando os serviços oferecidos por suas empresas para lhes proporcionar uma experiência memorável. Sua operadora de turismo, CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens SA, tornou-se a maior do gênero na América Latina, e tem sido a empresa mais recomendada para esse tipo de serviço. Ele está certificando-se de que os turistas terão uma experiência agradável quando estiverem experimentando seus serviços, porque ele sabia que suas resenhas on-line afetariam significativamente sua empresa.

Guilherme Paulus é um empreendedor e empresário talentoso no Brasil. Ele é o co-fundador da maior empresa de turismo da América Latina conhecida como CVC. Hoje, ele é um empreendedor reconhecido internacionalmente por criar uma empresa de turismo de grande sucesso. Recentemente, ele ganhouPrémio Empreendedor do Ano pelo seu sucesso através de diferentes iniciativas empresariais no sector do turismo. Paulus começou o CVC em 1972, quando ele tinha apenas 24 anos de idade. Seu sócio no negócio era Carlos Vicente, um funcionário do governo local. Alguns anos depois de estabelecer a empresa, Vicente saiu, deixando-o como o líder geral das operações da empresa. Quatro décadas depois, Guilherme Paulus está feliz por ter continuado com a ideia, apesar de enfrentar desafios. Quando estavam montando a empresa, Paulus cuidaria das operações diárias do negócio enquanto seu sócio levantaria o capital necessário.

Paulus trabalhou como estagiário na IBM antes de criar o CVC. Na IBM, ele teve a chance de interagir com vários negócios, uma exposição que o ajudou a entender as necessidades dos negócios internacionais. Quando montou a CVC, ele estava determinado a torná-la uma empresa de grande sucesso e a maior da região.

Guilherme Paulus está comprometido com o crescimento da CVC. Todos os anos, ele está adicionando 100 novas lojas em diferentes shoppings da América Latina. Ele está determinado a comercializar a empresa até que todos na região saibam disso. Atualmente, a CVC está faturando anualmente mais de US $ 5,2 bilhões. Em 2013, a empresa foi listada como uma empresa de capital aberto. Em 2009, ele vendeu uma parte da empresa para uma empresa americana, o Carlyle Group.

Como empreendedor altamente bem-sucedido, Guilherme iniciou iniciativas para que os membros da comunidade se beneficiem de seu trabalho de negócios. Ele está patrocinando várias iniciativas que ajudarão as crianças e que estão interessadas em carreiras na indústria do turismo. Através de uma parceria com o Projeto Nacional de Iniciação Profissional,  Guilherme está patrocinando programas de treinamento para estudantes que buscam cursos relacionados ao turismo. Ele também está comprometido em devolver à comunidade, patrocinando vários cuidados médicos, aulas educacionais e sessões de aconselhamento psicológico para a comunidade local.

Guilherme Paulus investe e quer se tornar ainda maior no setor hoteleiro

O que você faria se tivesse uma fortuna estimada em R$ 1,9 bilhão? Muitos responderiam que parariam de trabalhar e viveriam viajando. Guilherme Paulus tem essa quantia e já entrou até para a lista de bilionários da Forbes, mas diferente de boa parte das pessoas, que gostariam de parar de trabalhar, ele não pensa nisso.

Em entrevista dada à Forbes, ele revelou que acorda cedo, às 6h30, diariamente, e não é para passear. Guilherme Paulus viaja bastante, mas é para acompanhar os negócios. O empresário gosta não apenas de tomar decisões importantes e analisar novos investimentos, mas também visitar construções.

Afinal, depois de transformar a CVC na maior agência de viagens da América Latina, o foco dele agora é o setor hoteleiro, através do grupo GJP, do qual é dono.

Hoje, o grupo já tem 13 locais de hospedagens próprios e detém marcas famosas e luxuosas como as bandeiras Wish (5 estrelas), Prodigy (4 estrelas) e Linx (3 estrelas), totalizando 22 hotéis.

Os empreendimentos do grupo estão localizados em Foz do Iguaçu (PR), Gramado (RS), Maceió (AL), Recife (PE), Aracaju (SE), Porto de Galinhas (PE), Salvador (BA), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). Há também algumas obras no Pará (Belém e Paragominas), Distrito Federal (Brasília), Minas Gerais (Belo Horizonte e Juiz de Fora), Rio de Janeiro (capital) e Paraná (Londrina e Maringá).

Com uma receita estimada em mais de R$ 150 milhões anuais, a crise parece não ter afetado o empreendimento, que fecha o ano no azul. Porém, algumas novas construções foram congeladas, para esperar um cenário mais favorável. O grupo pretende construir mais 19 hotéis três estrelas em vários locais, mas ainda sem data para tocar o projeto adiante.

 

Como tudo começou para Guilherme Paulus

A cidade de Santo André, que fica pertinho da capital paulista, foi o endereço escolhido para que Guilherme Paulus desse os seus primeiros passos, rumo ao sucesso empresarial. A CVC nasceu lá, através da parceria com um sócio.

Durante dois anos, os dois atenderam às empresas da região do ABC paulista e levavam os colaboradores para viagens. O transporte terrestre foi o escolhido para que tudo começasse.

Porém, depois desses dois anos iniciais, o sócio de Paulus desistiu e ele ficou sozinho. Naquela época, ele não conseguia fechar o ano com a conta azul, mas isso não foi motivo para que o jovem, de 22 anos, desistisse dos seus sonhos. Paulus continuou, investiu e fez crescer.

A hospedagem melhor, em hotéis renomados, foi uma das mudanças que ele passou a oferecer aos clientes. O problema é que era difícil para Paulus fazer as reservas e, principalmente, pagar por elas. Ele precisa adiantar o valor das diárias e não tinha capital para isso.

Mais uma vez a dificuldade foi superada e Guilherme queria mais. Ele então começou a ofertar viagens com transporte aéreo, mas notou que para que isso desse certo, era preciso facilitar a aquisição da viagem pelo cliente. Foi então que a CVC decidiu parcelar a viagens e aumentou o seu público.

O crescimento veio com o tempo e hoje, mais de 40 anos depois de tudo começar, a CVC é a maior agência de viagens da América Latina. São mais de 4 milhões de viajantes transportados todos os anos por cidades do Brasil e também do exterior. Tudo isso, graças à persistência e tino para os negócios de Guilherme Paulus.

Leia também: https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/hotelaria/guilherme-paulus-elogia-lummertz-e-se-mostra-confiante-com-novo-ministro/

Guilherme Paulus irá inaugurar novo hotel de luxo em São Paulo

O empresário Guilherme Paulus continua investindo pesado no ramo da hotelaria. Considerado como uma das maiores referências do Turismo no país, o executivo, que além de presidente da rede GJP Hotels e Resorts também atua como membro do Conselho da CVC Corp., irá abrir um novo estabelecimento em São Paulo nos próximos anos.

O novo hotel irá funcionar em uma propriedade luxuosa na avenida Cidade Jardim, em um edifício histórico da capital paulista, adquirido recentemente pelo empresário. Anteriormente, o imóvel funcionava como sede da agência de publicidade brasileira DPZ e era tido como um dos imóveis mais icônicos da cidade.

A expectativa é de que o novo empreendimento de Guilherme Paulus seja inaugurado no ano de 2020, com um total de 65 apartamentos, rooftop, salão de eventos e restaurantes. Por enquanto, já se sabe que a intenção do grupo GJP é criar uma nova bandeira para esse hotel, a qual poderá futuramente se expandir também para a cidade do Rio de Janeiro.

Esse será mais um entre os hotéis de luxo da rede GJP, que já possui estabelecimentos luxuosos no sul do Brasil, na serra do Rio Grande do Sul, como o Saint Andrews Gramado e o Wish Serrano Resort, ambos com reconhecimento internacional. Além disso, a empresa também conta com as bandeiras Prodigy e Linx.

Apesar do cenário de crise, Guilherme Paulus continua defendendo que é importante investir no setor de turismo e hotelaria. Segundo ele, os brasileiros não deixam de viajar em função das dificuldades econômicas, somente repensam melhor os gastos e optam por destinos mais próximos e acessíveis. Esse é o motivo pelo qual ele permanece afirmando que o segmento ainda tem muito espaço para se desenvolver no Brasil.

Em outras grandes economias mundiais, o setor de turismo gera cerca de 9% do Produto Interno Bruto, enquanto no Brasil, a porcentagem está em aproximadamente 3,5%, o que atesta o otimismo de Guilherme Paulus sobre o imenso potencial brasileiro nesse aspecto. E para explorar esse potencial, é importante que os setores ligados ao turismo trabalhem de forma conjunta e integrada.

Para garantir o crescimento da rede GJP Hotels & Resorts, o empresário tem investido na modernização de vários de seus empreendimentos, atento as oportunidades que podem surgir no futuro. No momento, a empresa conta com um portfólio de 15 resorts luxuosos, além de estabelecimentos de outras categorias, o que possibilitou que ela atingisse o valor de mercado de R$ 1 bilhão. Em relação a taxa média de ocupação desses hotéis, a mesma permanece em torno de 70% ao longo do ano, um índice espetacular para o segmento hoteleiro.

Um dos estabelecimentos mais elogiados da rede de Guilherme Paulus é o Prodigy Hotel Santos Dumont Airport, o qual foi inaugurado em 2015 ao lado da entrada do aeroporto de voos doméstico do Rio de Janeiro. Construído para ser um hotel de grande porte, com cerca de 300 suítes, o local ainda se destaca como uma alternativa útil para os executivos, pois conta com um imenso auditório dedicado exclusivamente para reuniões.

Mais um prêmio do World Travel Awards para hotel de Guilherme Paulus

Foi em setembro de 2018 que a cidade de Guayaquil, no Equador, tornou-se palco da renomada cerimonia de premiação do World Travel Awards (WTA). A 25ª edição do evento considerado o principal reconhecimento mundial do setor turístico-hoteleiro, premiou pela segunda vez um dos grandes empreendimentos do empresário brasileiro Guilherme Paulus.

O Wish Resort Foz do Iguaçu (PR), hotel da rede GJP Hotels & Resorts, foi o estabelecimento que recebeu o prêmio de “Melhor Resort para Famílias da América do Sul”.

Juntamente com o Resort da marca Wish, o Brasil também marcou presença faturando mais algumas premiações. Entre os demais hotéis brasileiros certificados estão: o Hotel Saint Andrews, em Gramado (RS), como “Melhor Hotel de Luxo”; e, o Dom Pedro Laguna, em Fortaleza (CE), como “Melhor Resort de Praia”. A categoria de “Melhor destino de turismo esportivo” ficou para a cidade do Rio de Janeiro.

Além deste prêmio, o hotel cinco estrelas, adquirido em 2009 pelo Grupo de Guilherme Paulus, conta com o título WTA de “Melhor Resort do Brasil” conquistado em 2016.

Wish Resort Foz do Iguaçu

Após ampla reestruturação, o empreendimento, com sua uma área total de 225 hectares, passou a comportar 215 apartamentos, jacuzzis, salão de beleza, sauna, sete piscinas infantis e para adultos, parede de escalada, pista de cooper, arvorismo, trilhas, um campo de golfe profissional de 80 hectares e com 18 buracos e um dos maiores Kids Club do país. A ampla área gastronômica é formada por adega e três restaurantes, o Frontera Sur, que oferece carnes nobres argentinas; o Golf Grill, que serve café da manhã, almoço e jantar buffet; e o Forneria di Como,

GJP Hotels & Resorts

A GJP Hotels & Resorts, criada em 2005, é liderada pela GJP Participações também de Guilherme Paulus. A rede composta por 14 hotéis e resorts pretende expandir os negócios e incluir novos estabelecimentos em pontos estratégicos do Brasil. Ainda à frente da empresa, o executivo tem por hábito contemplar seus clientes com diferentes eventos oferecidos pela casa, como festivais gastronômicos, por exemplo.

Sobre Guilherme de Jesus Paulus

O paulistano, nascido em 1949, possui uma trajetória profissional reconhecida nacional e internacionalmente de quase 50 anos dedicados à área de turismo. Graduado em Administração de Empresas, Guilherme Paulus segue atuando como Chairman da GJP Participações, que rege a GJP Hotels & Resorts e a GJP Construtora e Incorporadora.

Em seu currículo também carrega o posto de sócio-fundador da CVC, considerada a maior rede varejista brasileira de turismo e a maior operadora de viagens da América Latina. A empresa foi criada juntamente com Carlos Vicente Cerchiari, em 1972, na cidade de Santo André – SP.

Além das empresas, o histórico profissional de Paulus contem atuações como: integrante do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) do Governo Federal, de 2012 a 2016; membro do Conselho Nacional do Turismo, desde 2003; e, atual presidente Conselho de Administração do São Paulo Convention & Visitors Bureau e vice-presidente de Relações Internacionais da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV) Nacional.

Diante de tanto know, Guilherme Paulus foi homenageado pelo Governo Francês por contribuir com o turismo local e também reconhecido por cidades da Argentina, México, Estados Unidos e Venezuela. Além disso, acumula títulos de Personalidade do Ano, Executivo de Valor e Revolucionário das Relações de Consumo.

De hotéis a residenciais: até onde Guilherme Paulus pode chegar

68 anos de idade, presidente do conselho de administração da CVC e presidente da GJP Hotels & Resorts. Essa linha de texto trata-se apenas de um breve resumo sobre o empresário Guilherme Paulus.

Após ter vendido, em 2009, o controle da CVC (empresa que fundou e conduziu ao posto de maior agência de viagens do país) ao fundo americano Carlyle, embolsando cerca de um bilhão de reais e inserindo-se na lista dos bilionários de FORBES Brasil; e após ter levantado um império do setor hoteleiro com a GJP Hotels & Resorts, que hoje possui pelo menos doze hotéis de luxo em dez estados brasileiros; hoje o empresário também alça voo no ramo do mercado de condomínios residenciais.

A iniciativa de Guilherme Paulus fundar uma incorporadora nasceu de um dos primeiros resorts a fazer parte da GJP Hotels & Resorts, em Foz do Iguaçu, no estado do Paraná. O resort, que ocupa 2,5 milhões de metros quadrados e possui um campo de golfe com uma grande área “excedente”, deu parte de seu lugar a um condomínio residencial em 2016.

O empreendimento, que recebeu o nome de “Village Iguassu Golf Residence”, trata-se hoje de uma “vila em estilo americano”, com quase 110 lotes que ocupam uma área de 160 mil metros quadrados.

A estrutura conta ainda com uma academia, um salão de jogos, uma brinquedoteca, um clube de lazer, um salão de festas, uma área gourmet, uma quadra, um playground e ainda compartilha o campo de golfe do hotel. Só nessa estrutura de lazer, para vocês terem uma ideia, foram investidos dezessete 17 milhões de reais.

Com a inauguração do Village Iguassu Golf Residence, abriu-se espaço também para a instiituição da GJP Incorporadora & Construtora, que já possui pelo menos três outros empreendimentos residenciais nas cidades de Gramado, no estado do Rio Grande do Sul, em Aracaju, no estado de Sergipe, e em Maceió, no estado de Alagoas.

Todos esses empreendimentos seguem o mesmo conceito de aproveitar terrenos de hotéis já existentes na construção de residenciais. Guilherme Paulus explica que “trata-se de um conceito novo agregar o turismo a condomínios”.

A expectativa de Guilherme Paulus para esse setor do mercado imobiliário é positiva, ainda mais que conta hoje com uma equipe muito bem capacitada para fazer a GJP Incorporadora & Construtora crescer.

A companhia, que irá operar separadamente da GJP Hotels & Resorts, já conta com o apoio de grandes nomes corporativos brasileiros, como Abílio Torres, por exemplo, executivo com 35 anos de experiência no mercado imobiliário e que está atuando como o diretor de vendas e incorporação da empresa de Guilherme Paulus.